Blog

A cultura organizacional nas empresas

24 de Abril de 2019

Toda empresa tem uma cultura organizacional. A diferença é que algumas controlam como ela será estabelecida, enquanto outras não. Mas, para aquelas que querem se destacar no mercado, é preciso criar estratégias para coordená-la, já que é ela que garante que os colaboradores consigam compreender o objetivo maior da organização, dar sentido ao trabalho realizado e estabelecer um bom ambiente. Este conceito engloba as práticas, hábitos, comportamentos, valores, crenças e princípios de uma companhia, que vão desde a forma de trabalho até as relações interpessoais.

Quando ela não é administrada pelos gestores, se forma naturalmente. Nestes casos, o que geralmente acontece é que os primeiros integrantes da instituição definem a cultura - isso inclui a linguagem, os hábitos, práticas, a abertura à inovação e a rigidez - e ela vai sendo passada aos novos contratados. Mas deixar esse processo solto traz problemas para a organização, já que ele é essencial para seu bom funcionamento.

Leia também: O ponto eletrônico como ferramenta de gestão

O importante é estabelecer diretrizes para a cultura organizacional da empresa - e, depois disso, escolher estratégias para que os colaboradores as incorporem. O método mais utilizado pelas companhias para isto é realizar reuniões semanais ou mensais, em que a mensagem é reforçada.

Além disso, assim que uma nova pessoa passa a fazer parte da equipe, o ideal é que ela receba documentos explicitando os valores, princípios, objetivos e a cultura organizacional do negócio. Isso pode até fazer parte da estratégia de onboarding, sobre a qual já falamos aqui anteriormente, pois os processos de integração de trabalhadores à instituição são extremamente importantes para a manutenção da cultura organizacional.

Quando ela não é pensada, é comum que se estabeleçam, dentro da companhia, rixas entre setores, jogos de poder e competições entre colaboradores. No momento de definir as diretrizes de uma empresa, o ideal é prestar atenção para que elas ofereçam a melhor experiência possível para as equipes. Para isso, pergunte-se: qual cultura organizacional é capaz de inspirar e motivar colaboradores? Como representar a essência do seu negócio? E, principalmente, como torná-la forte o suficiente para sobreviver às novas gerações da sua força de trabalho?